segunda-feira, 14 de junho de 2010

Este texto é da Martha Medeiros... " Nunca se deve engatinhar quando se tem o impulso de voar!!!

Depois de um bom tempo dizendo que eu era a mulher da vida dele, um belo dia eu recebo um e-mail dizendo: "olha, não dá mais". Tá certo que a gente tava quase se matando e que o namoro já tinha acabado mesmo, mas não se termina nenhuma história de amor (e eu ainda o amava muito) com um e-mail, não é mesmo?
Liguei pra tentar conversar e terminar tudo decentemente e ele respondeu: "mas agora eu tô comendo um lanche com amigos". Enfim, fiquei pra morrer algumas semanas até que decidi que precisava ser uma mulher melhor para ele.
Quem sabe eu ficando mais bonita, mais equilibrada ou mais inteligente, ele não voltava pra mim? Foi assim que me matriculei simultaneamente numa academia de ginástica, num centro budista e em um curso de cinema.
Nos meses que se seguiram eu me tornei dos seres mais malhados, calmos, espiritualizados e cinéfilos do planeta. E sabe o que aconteceu? Nada, absolutamente nada, ele continuou não lembrando que eu existia. Aí achei que isso não podia ficar assim, de jeito nenhum, eu precisava ser ainda melhor pra ele, sim, ele tinha que voltar pra mim de qualquer jeito.
Decidi ser uma mulher mais feliz, afinal, quando você é feliz com você mesma, você não põe toda a sua felicidade no outro e tudo fica mais leve.
Pra isso, larguei de vez a propaganda, que eu não suportava mais, e resolvi me empenhar na carreira de escritora, participei de vários livros, terminei meu próprio livro, ganhei novas colunas em revistas, quintupliquei o número de leitores do meu site e nada aconteceu. Mas eu sou taurina com ascendente em áries, lua em gêmeos e filha única Eu não desisto fácil assim de um amor, e então resolvi que eu tinha que ser uma super ultra mulher para ele, só assim ele voltaria pra mim.
Foi então que passei 35 dias na Europa, exclusivamente em minha companhia, conhecendo lugares geniais, controlando meu pânico em estar sozinha e longe de casa, me tornando mais culta e vivida. Voltei de viagem e tchân, tchân, tchân, tchân: nem sinal de vida. Comecei um documentário com um grande amigo, aprendi a fazer strip, cortei meu cabelo 145 vezes, aumentei a terapia, li mais uns 30 livros, ajudei os pobres,rezei pra Santo Antonio umas 1.000 vezes, torrei no sol, fiz milhares de curso
s de roteiro, astrologia e história, aprendi a nadar, me apaixonei por praia, comprei todas as roupas mais lindas de Paris.
Como última cartada para ser a melhor mulher do planeta, eu resolvi ir morar sozinha. Aluguei um apartamento charmoso, decorei tudo brilhantemente, chamei amigos para a inauguração, servi bom vinho e comidinhas feitas, claro, por mim, que também finalmente aprendi a cozinhar. Resultado disso tudo: silêncio absoluto. O tempo passou, eu continuei acordando e indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele. Até que algo sensacional aconteceu! Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher que eu acabei me tornando mulher demais para ele. Ele quem mesmo? ;-)


Se torne uma pessoa linda pra você mesma, reconheça seu valor...e se ele não perceber (seu valor) por achar que existem outras coisas ou pessoas mais importantes na vida dele: Ah minha querida! Sai fora!! Você é uma mulher demais pra ele!

(Martha Medeiros)

Nossa vida está em nossa mão, não na mão de alguém que DIZ QUE " AMA " do mesmo modo que troca de " ROUPA " ! Claro, que podemos nos apaixonar por qualquer tipo de pessoa, mais nunca se esquece... Você em PRIMEIRO lugar... SEMPRE !



Espero que tenham gostado do texto da Martha... boa semana pra vc´s ;)

(Diana Corvinus)


4 comentários:

Paulo Paulauskas disse...

Lindo post , amor é se amar incondicionalmente . ♥

daniele disse...

WoW, uhull adorei este post, como algumas pessoas demoram aprender que, primeiramente devemos nos amar antes dos outros, e que se você se ama, isso tambem afeta é e transmitido também as outras pessoas, como seu amigo disse "amor e se amar incondicionalmente.
bjs flor aguardo mais post ^^

Wagner Moloch disse...

Isso serve para homem também, acabei lendo a postagem como um tremendo tapa na cara para aprender que não basta eu ter me dedicado, falado e seja o que for que tenha feito, primeiramente deveria amar a mim para quando for descartado levar de uma forma mais amena e não me afundar como na atualidade. Muito grato por oferecer tal leitura.

Manuela disse...

Adoooooro!!!
Martha Medeiros é tudo de bom!
adoro os textos dela! =)